Home / O Piquete Bancário / Editorial / Para lamentar

Para lamentar

Foto: Agência Brasil

Com uma verba de quase 2 bilhões de reais para os partidos políticos utilizarem das mais diversas formas e mantendo todos os benefícios atuais, como as imunidades e os conchavos deliberados pelos próprios interessados, foi aprovado o relatório da pseudo reforma política elaborado pelo deputado Vicente Candido (PT).
Enquanto se preocupam com a manutenção do poder, continuam buscando formas de obter vantagens pessoais através das negociações de venda de votos e cargos para, mais uma vez, para impedir o julgamento de Temer, já que as provas que o incriminam são extensas. Cada vez que atitudes como estas são praticadas, demonstrando o desrespeito ao voto popular, reforçam os pensamentos conservadores e arbitrários dos que acreditam nas ditaturas para solucionar problemas da democracia. Das bravatas de Jair Bolsonaro ao pedido de intervenção militar propagado em outdoors espalhados pelas ruas de Vitória da Conquista, encomendados por um edil que, ironicamente, obteve seu cargo eleito com os votos proporcionado pela democracia, as aberrações vão ganhando espaço. Para lamentar, só a atuação destes que deveriam ter o compromisso com a soberania popular que os coloca nos cargos de parlamentares.
Os prejuízos provocados pelos golpes militares que ocorreram no Brasil e no mundo já foram, e continuam sendo, exemplos a não ser repetidos. Os direitos constitucionais são as regras a serem obedecidas e não os autoritarismos das ditaduras. Está claro que não existe saída fora da democracia, que ainda não é um sistema pronto e deve ser aperfeiçoada a cada momento, acompanhando a evolução da sociedade e buscando respostas coletivas para as crises e as dificuldades de construir uma sociedade que tenha a maior participação possível dos cidadãos nos destinos da nação.

Comentários

Veja Mais!

Outubro Rosa: previna-se contra o câncer de mama

O dia 19 de outubro é o Dia Internacional Contra o Câncer de Mama, e …