Home / Realidade Bancária / FEEB/Ba-Se e SEEB Bahia se reúnem com o Bradesco

FEEB/Ba-Se e SEEB Bahia se reúnem com o Bradesco

Dirigentes da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe e do Sindicato da Bahia se reuniram com o diretor regional do Bradesco, Geraldo Dias, nesta terça-feira (12/2), em Salvador, para denunciar o aumento da pressão por metas e do assédio moral nas agências.

Em visita às unidades do banco, os diretores do Seeb Bahia têm ouvido relatos estarrecedores, que revelam um ambiente de trabalho insuportável. “Cobramos respeito à saúde do funcionário. É inaceitável que um dos bancos mais lucrativos do país – no ano passado lucrou R$ 21,5 bilhões – desrespeite a dignidade do trabalhador”, destacou o presidente do Sindicato Augusto Vasconcelos.

Os dirigentes cobraram também, mudanças na forma como a empresa tem tratado os bancários aposentados por invalidez, que tiveram o benefício cassado pelo INSS e que estão sendo obrigados a retornar ao trabalho mesmo sem condições para isso.

No encontro, o presidente da Feebbase, Hermelino Neto, reforçou a necessidade de que o banco reveja a forma de cobrança dos empregados. “Sabemos que os bancos trabalham com metas, mas é preciso saber como conseguir os resultados, sem assediar e desrespeitar os trabalhadores”.

Neto relatou também as denúncias recebidas pela Federação sobre o barulho nas agências do interior do estado. Em muitos casos, o Bradesco tem colocado caixas de som com propaganda do banco durante todo o horário de funcionamento, o que é muito desconfortável para os bancários e clientes. O diretor prometeu reduzir este tempo da propaganda.

Ficou acertado ainda, o agendamento de uma reunião entre o Bradesco, a Federação e os sindicatos do interior para tratar das demandas de cada base.

Participaram também do encontro, os diretores da Federação Eduardo Navarro, Andreia Sabino e Luiz Bacelar e do Sindicato da Bahia, Célio de Jesus e Elder Pérez.

Fonte: FEEB/BA-SE.

Comentários

Veja Mais!

Assédio moral pode virar crime

O projeto de lei que tipifica o crime de assédio moral no trabalho é o …