Home / Política / Prefeito de Dallas se recusa a cumprimentar Jair Bolsonaro

Prefeito de Dallas se recusa a cumprimentar Jair Bolsonaro

Entidade de Dallas nega ter chamado Jair Bolsonaro: ‘ele mesmo se convidou’. Prefeito da cidade texana também se recusa a cumprimentar presidente brasileiro e rejeita participar de qualquer encontro com ele

 

 

Continua dando o que falar a viagem de Jair Bolsonaro (PSL) aos Estados Unidos. Depois de participar de um encontro forçado com o ex-presidente americano George W. Bush, o presidente brasileiro foi rechaçado pelo prefeito de Dallas.

Nesta quarta-feira, Mike Rawlings avisou que, além de não dar as boas vindas a Jair Bolsonaro, não participaria de nenhum evento com o líder brasileiro.

Jair Bolsonaro está em Dallas para receber um prêmio conferido pela Câmara de Comércio Americana-Brasileira. Mas a World Affairs Council nega que tenha convidado o presidente brasileiro para ser homenageado na sede da entidade.

“Ele mesmo se convidou”, disse Baldor ao site Dallas Voice. E prosseguiu: “Bolsonaro não vai receber um prêmio. Não há um fórum público programado. Ele [Bolsonaro] terá apenas um almoço com empresários”.

O polêmico “prêmio” seria entregue a Bolsonaro em Nova York na última terça-feira (14), mas a presença do brasileiro alimentou a resistência de ambientalistas, de grupos LGBTQ e do próprio prefeito nova-iorquino, o democrata Bill de Blasio.

O Palácio do Planalto concluiu pelo cancelamento do evento em Manhattan e, em seguida, surgiu Dallas, no Texas, como local supostamente mais afável.

No entanto, a viagem a Dallas tem se revelado mais problemática do que o governo imaginava, já que o presidente brasileiro é encarado como ‘persona non grata’ por onde passa.

Foi de Dallas, nesta quarta-feira (15), que Jair Bolsonaro chamou de “idiotas úteis” e “imbecis” os estudantes e professores que foram às ruas em uma manifestação histórica em defesa da Educação.

Fonte: Pragmatismo Político

Comentários

Veja Mais!

Esconde-esconde

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Uma denúncia da Polícia Federal indiciou o …