Home / O Piquete Bancário / SEEB/VCR denuncia problemas das agências de Itapetinga

SEEB/VCR denuncia problemas das agências de Itapetinga

 

Desde 2014, a diretoria do Sindicato denuncia e cobra soluções dos bancos quanto à situação de sobrecarga de trabalho nas agências e os impactos negativos no serviço prestado à população em Itapetinga. No dia último dia 10, os diretores do SEEB/VCR, Paulo Barrocas e Alberto Rocha, participaram do programa de Valdomiro Mota, Nivaldo Viana e Marina Oliveira, na Rádio Fascinação AM 1080, para refirmar os problemas.
A situação mais grave é encontrada na agência do Banco do Brasil, onde a população enfrenta o calor excessivo, devido à falta de sistema de refrigeração adequado, e encontra problemas nas portas giratórias, cuja manutenção tem a previsão de ser concluída em até 25 dias. A sobrecarga de trabalho para os funcionários do BB só aumentou com os processos de reestruturação e explosões à banco na região. Atualmente a agência de Itapetinga ainda atende a população de Macarani e Itarantim.
Outro agravante no caso do BB/Itapetinga é a ausência de gerente desde setembro de 2017, o que dificulta as cobranças por melhorias na agência. Apesar de haver um gerente nomeado, a previsão é que ele assuma o cargo apenas no dia 2 de julho.

Consulta Nacional dos Bancários
No acompanhamento às agências da base, os diretores do SEEB/VCR distribuiram a Consulta Nacional dos Bancários, que tem como objetivo levantar as principais pautas de reinvindicação da categoria para negociação durante a Campanha Nacional 2018.

24º Congresso Nacional de Funcionários do BNB
Também no dia 10, os bancários do Banco do Nordeste, em Itapetinga, elegeram em assembleia o representante para o 24º Congresso Nacional de Funcionários do BNB, a ser realizado nos próximos dias 18 e 19, em Fortaleza. Na oportunidade, os bancários discutiram o cenário difícil pelo qual os trabalhadores brasileiros estão passando e o quanto isso tornará ainda mais árdua a campanha deste ano.
“Nós trabalhadores estamos passando por um momento político e econômico muito difícil. As empresas públicas estão sendo sucateadas para serem entregues à iniciativa privada, o que fragiliza nossa economia e o desenvolvimento social no país. Somado a isso o número de demissões crescem, chegando já a 13%, isso gerou um aumento na filas a procura de emprego em um momento de dificuldade de acesso à serviços básicos. O Sindicato entende que é de extrema importância a conscientização da população da importância das empresas públicas e por isso precisamos de todos na luta para que o serviço seja melhorado”, enfatiza Paulo Barrocas, presidente do SEEB/VCR.

Comentários

Veja Mais!

Diretoria da Cassi ameaça com contingenciamento

No início do mês, funcionárias e funcionários do Banco do Brasil votaram contra a tentativa …