Home / Bancos / Sem crise para os bancos, os lucros seguem altos.

Sem crise para os bancos, os lucros seguem altos.

Não tem tempo ruim para as instituições financeiras que atuam no Brasil. Mesmo com a pandemia e a crise econômica que assolam o país, os cinco maiores bancos lucraram juntos R$ 54,64 bilhões, apenas no primeiro semestre de 2021 – Itaú (R$ 12,94 bi), Bradesco (R$ 12,8 bi), Caixa (R$ 10,8 bi), Banco do Brasil (R$ 10 bi) e Santander (R$ 8,1 bi).

Os resultados do terceiro trimestre serão divulgados até o fim do mês de outubro e devem apontar ganhos ainda mais robustos para os bancos. Do outro lado, a população segue endividada e a inflação corrói o poder de compra dos salários. Mas, isso não é problema dos banqueiros. Na verdade, é mais uma oportunidade de lucrar com empréstimos a juros cada vez mais extorsivos e tarifas também absurdas.

Afinal, os ganhos com tarifas e juros cobrados dos clientes estão entre as principais fontes de lucro para os bancos. Mas, isso não significa a priorização da qualidade do serviço prestado ao público. Ao contrário, nos últimos anos, as instituições financeiras têm apostado nos meios digitais de atendimento, com o fechamento de agências e diminuição do quadro de funcionários.

Os bancários também tem sofrido com esta política, pois sofrem com a pressão pelo cumprimento de metas e são obrigados a atender o número cada vez maior de clientes. Sem a valorização necessária, acabam adoecendo e perdendo o emprego no momento que tem sua capacidade de trabalho impactada. Essa postura não mudou nem mesmo durante a pandemia do coronavírus, quando muitos trabalhadores perderam a saúde ou a vida para a doença.

Fonte: FEEB/BaSe

Veja Mais!

Bancos fecharam 6.763 postos nos bancos em 12 meses

Os bancos lucram ano após ano. Nem mesmo a pandemia de Covid-19, interferiu nos resultados. …