Home / Campanha Nacional dos Bancários / 2018 / Vestidos de branco, trabalhadores defenderam o Saúde Caixa em atos pelo país

Vestidos de branco, trabalhadores defenderam o Saúde Caixa em atos pelo país

Nesta quarta-feira (20), empregados e aposentados da Caixa vestiram branco como símbolo de união em defesa do Saúde Caixa. Foram realizados atos em agências, GIPES, REPEs e outras unidades do banco em dezenas de cidade, com destaque para os atos realizados na Av. Almirante Barroso, no Rio de Janeiro, na Av. Paulista, em São Paulo, e na porta da Matriz II, em Brasília. Este último ocorreu simultaneamente à sexta reunião do Conselho de Usuários do Saúde Caixa, na qual os conselheiros eleitos cobraram transparência e melhorias na gestão do plano, e protocolaram manifesto em defesa do direito à assistência à saúde.

Confira o Manifesto protocolado.

As iniciativas fazem parte da campanha Saúde Caixa: eu defendo, lançada pela Fenae, Contraf, Fenacef, Fenag, Advocef, Aneac, Social Caixa e Anacef. Os trabalhadores reagem às novas medidas propostas pelo Governo Federal, por meio das chamadas resoluções CGPAR, que promovem a redução de despesas com os planos de saúde dos empregados das empresas estatais, encarecendo o Saúde Caixa e tornando-o excludente.

“O governo quer reduzir suas despesas cortando os direitos dos trabalhadores. Não vamos aceitar isso. São milhares de empregados, aposentados e seus dependentes que contam com essa assistência e reprovam essas medidas”, afirma o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira.

As resoluções governamentais e a recente alteração no Estatuto da Caixa propõem um limite correspondente a 6,5% da folha de pagamento para a participação da Caixa nas despesas com assistência à saúde dos empregados. As novas regras também permitem prazos de carência, limitam a adesão de dependentes, excluem os aposentados, entre outros retrocessos. As mudanças alteram um modelo sustentável e superavitário que vem funcionando desde julho de 2014, quando a Caixa passou a arcar com 70% das despesas assistenciais e 100% dos custos administrativos.

Reunião do  Conselho de Usuários

Na parte da manhã, no 5º andar do Ed. Matriz II da Caixa, em Brasília, ocorreu a 6ª reunião do Conselho de Usuários do Saúde Caixa. Na ocasião, entre outros pontos, foram apresentadas as demonstrações financeiras de 2017 e o efetivo financeiro de 2018 até o mês de maio. O relatório financeiro elaborado pela consultoria contratada, no entanto, não foi apresentado.  A conselheira Ivanilde Miranda solicitou que os relatórios financeiros e atuarial referentes ao plano de custeio sejam disponibilizados para análise o quanto antes.

Durante a reunião, também foram apresentados os números da Central de Atendimento e do primeiro mês do canal “Reclame Saúde Caixa”.

ManifestoConselhodeUsuárois200618

Seminário reúne usuários de planos das estatais

No dia 28 de junho, acontecerá em Brasília o Seminário Nacional em Defesa dos Planos de Saúde de Autogestão das Empresas Estatais. O evento será organizado pela Fenae e Contraf, FUP, Fintect, Findect, AF BNDES, Anabb e UnidasPrev, e contará com a participação de representantes dos usuários do Saúde Caixa, da Cassi, MAS/Petrobras, BNDES e Postal Saúde. Apoiam a gestão Fenacef, Fenag, Advocef, Aneac, Social Caixa e Anacef.

No debate serão abordados aspectos técnicos, jurídicos e os impactos das resoluções CGPAR sobre os planos de autogestão das estatais federais. As inscrições já podem ser feitas pelo www.fenae.org.br/seminarioplanosdesaudeestatais. O evento também será transmitido ao vivo, pelo Facebook da Fenae (/FenaeFederacao) e pelo Youtube (/FenaeFederacao).

Usuários apoiam PDC 956/18

Permanece disponível no site da Câmara dos Deputados a enquete sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDC 956/2018), de autoria da deputada federal Erika Kokay (PT-DF), com o objetivo de sustar a resolução da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), que determina as alterações no Saúde Caixa. Para acessar a enquete e apoiar o PDC 956/2018, clique aqui. Até o momento, das mais de 13 mil pessoas que opinaram, 94% concordam com a proposição.

Fonte: Fenae

Comentários

Veja Mais!

BB é condenado a pagar R$ 65 mil a ex-estagiária que adquiriu síndrome do pânico

A jovem estagiou no banco entre fevereiro de 2012 e setembro de 2013 e presenciou …