Home / Educação / Weintraub atrasa edital e pesquisadores abandonam estudos sobre óleo no Nordeste

Weintraub atrasa edital e pesquisadores abandonam estudos sobre óleo no Nordeste

Foto: Divulgação/Agência Petrobras

O edital emergencial da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para financiar pesquisas sobre os impactos do vazamento de óleo no Nordeste está com seu resultado atrasado há quase um mês. Sem os recursos, muitos pesquisadores estão abandonando o projeto, ou buscando outras instituições para arcar com as despesas do estudo. A Capes pertence ao Ministério da Educação, gerido por Abraham Weintraub.

O edital foi lançado em 22 de novembro e teve prazo de apenas dez dias para inscrição, com encerramento em 4 de dezembro. O resultado deveria ter sido divulgado a partir de 18 de dezembro. A Capes alega ter recebido “muitas propostas” e diz que não tem data para um resultado. Ao todo, foram enviadas 276 propostas, que vão disputar R$ 1,36 milhão. Cada projeto pode ser contemplado com até R$ 100 mil, valor considerado baixo com relação a outros editais.

“Paramos tudo por um tempo para ver isso, mas temos de seguir em frente. Os grupos sérios estão olhando para outros recursos porque não se sabe como ficará. Em síntese: o derramamento de óleo deixa de ser prioridade nesse cenário”, disse um dos pesquisadores ao UOL.

“Já tivemos muitos efeitos causados pelo ambiente, e não tivemos resposta à altura. Não tivemos como entrar mais em ação porque as universidades estavam sem nenhum dinheiro, não teve nenhuma verba extra. Era para termos um edital antes, com mais recursos e contemplando mais cientistas”, afirmou outro.

Fonte: Revista Fórum

Comentários

Veja Mais!

Orçamento de Bolsonaro para 2020 tira metade dos recursos do MEC para pesquisa

A proposta orçamentária para 2020, elaborada pelo governo Jair Bolsonaro (PSL), reduz em 18% os recursos …