Home / Caixa Econômica / As ameaças à Caixa continuam mais fortes

As ameaças à Caixa continuam mais fortes

A Caixa completa 158 anos no sábado, 12 de janeiro. A instituição financeira é uma das estatais mais importantes do país. Presente na vida de milhões de brasileiros. Seja levando rede de esgoto e água tratada para os lares, seja ajudando os jovens a conquistarem o diploma ou ainda realizando o sonho da casa própria de milhões de famílias.

Embora seja fundamental, o desmonte do banco continua cada vez mais forte. Nem bem sentou na cadeira de presidente e Pedro Guimarães reafirmou à imprensa, nesta segunda-feira (07/01), que vai abrir o capital de empresas controladas pela Caixa. Serão vendidas na Bolsa Valores as operações de cartões, seguros, asset e loterias.

A medida, segundo informou, está adiantada e até o fim deste ano devem ser ofertadas ao mercado as operações de seguridade, cartões e loterias. Pedro Guimarães justifica que a venda acontece para a quitar uma dívida de R$ 40 bilhões com o governo, que não tinha prazo para pagamento.

Além do fatiamento, está previsto ainda mais corte de pessoal. Sem falar nos direitos em risco. Rita Serrano, representante dos empregados no Conselho de Administração do banco, chama atenção para as mudanças que vem ocorrendo em planos de saúde e na previdência, por exemplo. Não há o que comemorar.

Fonte: SBBA.

Comentários

Veja Mais!

Ano começa sem avanços na Caixa

Frustração geral na primeira negociação do ano entre a Comissão Executiva dos Empregados e a …