Home / Caixa Econômica / Bancários participam do Dia Nacional de Luta em defesa da Caixa

Bancários participam do Dia Nacional de Luta em defesa da Caixa

Bancários de Vitória da Conquista participaram, nesta quinta-feira (13), do Dia Nacional de Luta contra o processo de reestruturação e desmembramento da Caixa Econômica Federal.

A mobilização teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância da Caixa como um banco 100% público, com a manutenção do seu caráter social de apoio e defesa dos interesses dos trabalhadores.

O banco vem passando pela maior reformulação estrutural nos últimos 20 anos. O governo quer fatiar e vender partes da Caixa, voltando sua atuação para o foco no comercial, ou seja, o seu papel social está sendo colocado de lado e quem sofre o impacto disso é a sociedade.

Implantado desde o século XIX e possuindo quase 100 milhões de clientes, a Caixa é um dos meios de acesso da população ao sistema bancário, permitindo a adesão a financiamentos e garantindo a execução de programas sociais ligados a habitação, saneamento básico, infraestrutura, educação, etc.

Sobre a reestruturação

A unidade da Superintendência Regional de Conquista é uma das que devem ser desativadas com a reestruturação da Caixa, tornando-se uma Superintendência Executiva de Varejo (SEV). O movimento sindical denuncia que esta mudança visa a privatização do banco, já que demonstra um direcionamento do banco para o modelo de mercado, voltado para o aumento das vendas de produtos em seguros, cartões e outras áreas que o governo já anunciou que pretende vender.

Para a categoria o prejuízo será imediato, pois o volume de trabalho que hoje é designado para a SR será redirecionado para as agências. Como o número de funcionários já é pequeno em relação a demanda – com uma redução de 105 mil para 83 mil funcionários em cinco anos -, a reestruturação trará consigo acúmulo de tarefas, mais metas e o aumento da cobrança interna e externa. Além disso a reformulação acaba com funções, promove a mudança de atividades, pode gerar descomissionamentos sumários e até transferências compulsórias.

“Hoje, os funcionários da Caixa são tão vítimas quanto os seus usuários devido a essa política de desmonte que o governo tem imposto à população. Uma política que desrespeita a categoria bancária e os clientes, os colocando em uma condição de espera por atendimento por um tempo muito longo. A Caixa não contrata novos funcionários, pelo contrário, os demite por meio dos PDVs e não realiza concursos públicos para resolver este problema. Estamos aqui defendendo a Caixa como patrimônio público e nos manifestando contra reestruturação que vem sendo feita”, explica o presidente do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região, Leonardo Viana.

Comentários

Veja Mais!

Dia Nacional de Luta ganha força com proposta ameaçadora da Caixa

A proposta apresentada pela Caixa Econômica Federal em reunião realizada durante toda a quarta-feira (12) representa ameaça de …