Home / Caixa Econômica / Bancários realizam dia de mobilização na Caixa Econômica Federal

Bancários realizam dia de mobilização na Caixa Econômica Federal

Na manhã desta terça-feira (27), os bancários da Caixa Econômica Federal realizaram uma mobilização contra o sucateamento da instituição. O Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região esteve nas agências de Conquista para esclarecer a população sobre os desmandos da direção do banco e do governo federal que têm acelerado o desmonte da Caixa.

O risco de privatização é real. O movimento sindical avalia que a abertura de capital (IPO) da Caixa Seguridade, marcada para esta quinta-feira (29), é o primeiro passo para a privatização do banco. A subsidiária é uma das áreas mais lucrativas e estratégicas da CEF tendo a terceira maior participação no mercado de seguros do Brasil, com 13,5%. Para se ter uma ideia do valor, basta saber que os três grandes bancos privados – Bradesco, Itaú e Santander- não têm as ações de suas subsidiárias de seguros listadas em bolsa de valores.

A falta de bancários não é novidade. O déficit gerado pelos inúmeros programas de demissão voluntária já chega a 20 mil empregados a menos na empresa. A recomposição do quadro é fundamental para a qualidade do atendimento e para garantir condições de trabalho adequadas.

Para piorar, a direção do banco público ainda efetuou o pagamento da PLR Social em um valor menor do que o acordado. O Acordo Coletivo de Trabalho firmado com os bancários na Campanha Nacional determina o percentual de 4% como base do pagamento. Ao invés disso, o banco está fazendo com 3% do lucro líquido contábil.

Nesta conjuntura da pandemia da Covid-19, os funcionários da Caixa foram fundamentais ao país ao conseguir realizar o pagamento do Auxílio Emergencial, além de manter o fornecimento do FGTS, das pensões, do Bolsa Família e demais programas federais.

Contudo, a categoria ainda é desprezada pelo governo e não faz parte do grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização contra o coronavírus. O movimento sindical compreende que vacinar os bancários é fundamental para a manutenção dos atendimentos nas agências, tendo em vista que esta é a única forma de preservar a saúde destes trabalhadores.

“Com essa mobilização pretendemos mostrar para sociedade os ataques que a Caixa Econômica vem sofrendo. São excessos que vão desde a venda da Caixa Seguridade até o pagamento menor da PLR. Todo esse processo de sucateamento prejudica tanto bancários quanto a sociedade. Por isso, a luta em defesa da Caixa, como banco público, deve ser uma luta tanto da categoria quando da população”, considera Leonardo Viana, presidente do Sindicato.

Comentários

Veja Mais!

Consulta ao resultado da promoção por mérito dos empregados da Caixa está disponível nos sistemas corporativos

Empregados poderão verificar quantos deltas irão receber. Cada um representa acréscimo de cerca de 2,34% …