Home / DestaquesApp / SEEB/VCR denuncia exploração no Bradesco

SEEB/VCR denuncia exploração no Bradesco

Ampliando o trabalho de cobrança por melhores condições para a categoria nos bancos, nesta semana, dia 22, o Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região realizou uma manifestação na agência 270 do Bradesco, em Vitória da Conquista.

É visível que a crise tem afetado profundamente a vida da grande maioria da população brasileira, que busca sobreviver diante das imensas dificuldades – taxas de desemprego cada dia mais alta, aumento da pobreza, endividamento e uma baixa perspectiva econômica para o país. Enquanto isso, os bancos fazem a farra aqui no país, sendo mais uma vez o setor que mais lucra com a crise. Somente o Bradesco, em 2018 e nos primeiros três meses de 2019, acumulou mais de R$ 27 bilhões em lucro.

Os banqueiros de bolso cheio, e quem trabalha diariamente está sendo cada vez mais explorado. Entre 2018 e 2019, Bradesco efetuou a demissão de 18 funcionários na base do SEEB/VCR. Além disso, nos últimos 18 meses, 71 trabalhadores foram afastados por causa de doenças ligadas à saúde física e mental. Também foram demitidos 17 empregados que estavam adoecidos e que foram reintegrados ao quadro funcional por meio de medidas judiciais com o apoio dos departamentos Jurídico e de Saúde do Sindicato.

Para piorar a situação, a gestão do banco tem ameaçado fechar 132 agências e vem transformando outras em postos de atendimento, o que deteriora ainda mais o atendimento ao público e sobrecarrega os trabalhadores bancários.

“Banco é uma concessão pública que o estado faz para oferecer o serviço financeiro à população. Além de prestar um bom serviço, as instituições deveriam dar um retorno social e não estamos vendo isso aqui na cidade. O Bradesco não investe em nada no social, a realidade é que só quer sugar de seus funcionários e clientes”, destaca Paulo Barrocas, presidente do SEEB/VCR.

 

Comentários

Veja Mais!

“A consulta pública é um instrumento da democracia”

O tema da entrevista desta semana são as consultas públicas das Normas Regulamentadoras nº 04, …