Home / Mobilização nacional / SETE DE SETEMBRO | SEEB/VCR participa do Grito dos Excluídos

SETE DE SETEMBRO | SEEB/VCR participa do Grito dos Excluídos

Na manhã deste sete de setembro, feriado nacional que marca o dia da Independência do Brasil, centrais sindicais, movimentos sociais, federações, movimentos populares e sindicatos estiveram nas ruas em todo o país levantando a bandeira do Fora Bolsonaro.

Em Vitória da Conquista, o Sindicato dos Bancários, junto ao Fórum Sindical e Popular e representações religiosas construíram o Grito dos Excluídos na praça Sá Barreto. A atividade foi iniciada com um diálogo inter-religioso com a presença de líderes da igreja católica, evangélica e das religiões de matrizes africanas.

Este ano, o Grito dos Excluídos resgatou o lema utilizado do seu primeiro ano de organização, em 1995, “A Vida em Primeiro Lugar”. O Grito dos Excluídos e Excluídas foi criado a partir da 2ª Semana Social Brasileira, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) como uma frente de luta com a ideia de superar um patriotismo passivo em vista de uma cidadania ativa, como apontaram os organizadores para o Brasil de Fato. A mobilização busca fortalecer a construção de uma sociedade democrática, diversa e com justiça social para todas e todas, neste momento em que o Brasil celebra a luta pela Independência.

Na 23ª Conferência dos Bancários, realizada no último final de semana, foi aprovada a adesão da categoria nas ações promovidas pelo Grito dos Excluídos. Em todo o país, bancárias e bancários foram para as ruas pela defesa dos bancos públicos, das empresas públicas e do serviço público, pela tributação dos super-ricos, por uma reforma tributária progressiva e com distribuição de renda e pelo Fora Bolsonaro.

Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR esteve na construção da atividade em Conquista e utilizou o espaço para denunciar a contradição que o povo brasileiro tem enfrentado hoje. “É inaceitável que enquanto milhares de vidas estão sendo perdidas em nosso país, há quem esteja festejando e promovendo carreatas em defesa de um governo que deixou uma parcela significativa da população sem saber o que vai comer na próxima refeição. Estamos presenciando uma tentativa de retirada de direitos que foram conquistados com as lutas democráticas pelas lutadoras e lutadores que vieram antes de nós. Não aceitaremos que uma família de milicianos arranque de nós a riqueza produzida pelo nosso povo. Hoje, quem está pela defesa da vida, não tem como estar do lado de Bolsonaro”, denuncia Leonardo.

Confira o vídeo com a participação do presidente do SEEB/VCR, Leonardo Viana:

Comentários

Veja Mais!

Centrais sindicais divulgam manifesto

Documento assinado por 10 centrais afirma que país passa por um dos momentos mais difíceis …