Home / DestaquesApp

DestaquesApp

A política entreguista do governo Bolsonaro e a destruição dos bancos públicos

O processo de privatização das empresas públicas é um passo para aprofundamento de uma economia cada vez mais depende do capital internacional e de fragilização das políticas públicas. Segundo dados da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), divulgados na segunda-feira (26), o investimento estrangeiro direto no Brasil aumentou 26%. Diferente das empresas privadas, as empresas públicas não visam exclusivamente o lucro, mas sim a produção do necessário para o desenvolvimento do país. Nesse contexto, os bancos públicos são responsáveis pela concessão de crédito mais acessível e desenvolvimento de setores que se forem privatizados não servirão toda a …

Leia Mais »

Concentração de poder

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. O relatório da organização internacional Oxfam, que busca soluções para a desigualdade, a pobreza e as injustiças, publicado no dia 19 deste mês, aponta que 2.153 bilionários possuem uma riqueza maior que 4,6 bilhões de pessoas. Um dado que demostra que a concentração de renda é proveniente do avanço das políticas neoliberais, implementadas na maioria dos países nas últimas décadas. Ficando em segundo lugar, atrás apenas do Catar na acumulação de riqueza, o Brasil está muito perto de atingir o topo dessa pirâmide. Com as medidas de privatizações, da reforma da Previdência, …

Leia Mais »

“A Caixa já está sendo privatizada”, afirma Rita Serrano

Representante dos empregados no Conselho de Administração do banco, Rita Serrano, aborda venda de ativos, como o recente anúncio da Caixa Seguridade e segmentos, reforça importância da instituição centenária para o desenvolvimento do país e a necessidade de organização dos empregados para enfrentar desafios e manter direitos.  O governo anunciou há pouco que pretende realizar a privatização de 300 empresas e promover a venda de ações e ativos, mas excluiu da lista a Caixa, Banco do Brasil e Petrobras. Qual sua avaliação sobre isso? Minha avaliação é de que essa afirmação não corresponde à realidade. Porque recentemente a Caixa se …

Leia Mais »

INSS: população é obrigada a esperar meses por aposentadoria e benefícios

Apesar do prazo de 45 dias para o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) responder aos pedidos, cerca de dois milhões de brasileiros e brasileiras permanecem com suas solicitações emperradas, desde aposentadorias até as licenças saúde ou maternidade, que são temporárias. Isso reflete a falta de planejamento e o descaso do governo com o serviço que é prestado à população. Há cerca de seis meses o Instituto apontou a necessidade da contratação de 13,5 mil servidores, conforme auditoria realizada pela Controladoria-Geral da União (CGU), no entanto nenhum concurso foi realizado. Em 2019, o INSS contava com 24 mil funcionários, sendo …

Leia Mais »

Curtas d´O Piquete Bancário nº 1544

  Plantão Jurídico no SEEB/VCR O Sindicato disponibiliza atendimento jurídico aos seus filiados, com esclarecimento de dúvidas sobre direitos trabalhistas e direcionamentos sobre ações judiciais. Na próxima semana, o advogado conveniado Cristiano Araújo estará de plantão no dia 28 na sede do SEEB/VCR. Os agendamentos devem ser feitos com a secretaria, pelos telefones (77) 3424-1620/3424-2062.   Intolerância religiosa Na última terça-feira (21) foi comemorado o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. O dia foi instituído na legislação em 2007 e é fruto da resistência, do povo de religião de matrizes africana. A data homenageia a baiana Gildásia dos Santos …

Leia Mais »

Privatização da Caixa é disfarçada e esconde plano da venda das subsidiárias, diz Jair Pedro Ferreira ao Valor Econômico

O discurso de não privatizar a Caixa esconde o verdadeiro desejo da atual gestão, a venda das partes lucrativas do banco. Em matéria divulgada pelo Valor Econômico, nesta segunda-feira (20), o presidente Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), Jair Pedro Ferreira, afirmou que na prática esse movimento é uma privatização disfarçada. Segundo ele, está em curso um processo de esquartejamento do banco. O plano de venda das subsidiárias da Caixa irá encolher a estrutura da instituição, diminuindo sua capacidade de investimentos. “Se tirar áreas importantes como essas, você enfraquece o banco e quem será prejudicada é a …

Leia Mais »

Em silêncio, 261 crianças morreram trabalhando no Brasil

Nos últimos anos, quando o assunto é trabalho infantil, o governo federal e muitas empresas adotaram a chamada tática do avestruz: escondem a cabeça na areia e negam a realidade em volta. Em 2020, completam-se três anos que o governo brasileiro esconde dados sobre trabalho infantil. Os índices mais recentes são de 2016, divulgados em 2017. Desde então, sucessivos adiamentos na divulgação comprometem gravemente a formulação de políticas públicas. A apresentação dos dados de 2017 e 2018 havia sido marcada para junho de 2019. Depois mudou para novembro. Depois para março de 2020. Agora, ficou para junho, ou seja, um ano …

Leia Mais »

Negativas da Caixa marcam rodada de negociação com representantes dos empregados

A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa) e representantes da direção da empresa se reuniram na quarta-feira (15), em Brasília, para nova rodada de negociações da mesa permanente. O encontro foi marcado por seguidas negativas da Caixa às reivindicações dos trabalhadores. A pauta apresentada pelas representações dos empregados contemplou a busca pelo fim da reestruturação e o desmonte da empresa, a defesa dos direitos dos empregados e a defesa do Saúde Caixa para todos. Antes de iniciar os debates, a Comissão Executiva entregou à empresa uma revista do 35º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Concef), contendo as resoluções …

Leia Mais »

Cliente de Wajngarten vira número 1 em verbas publicitárias da Secom

A agência de publicidade Artplan, cliente de uma empresa privada do chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), Fabio Wajngarten, passou na gestão dele a ser a número um em verbas distribuídas pela pasta. Sob o comando de Wajngarten, a agência recebeu da secretaria R$ 70 milhões entre 12 de abril e 31 de dezembro de 2019, 36% mais do que o pago no mesmo período do ano anterior (R$ 51,5 milhões). O levantamento feito pela Folha nas planilhas de pagamento da Secom mostra uma inversão de tendência. Até a chegada de Wajngarten ao cargo de secretário, a agência mais …

Leia Mais »

MEC recebe e não usa mais de R$ 1 bi recuperado na Lava Jato

Apesar de o governo Jair Bolsonaro alardear o direcionamento dos recursos recuperados pela Operação Lava Jato para a educação, o ministro Abraham Weintraub não usou o dinheiro destinado às ações de educação básica. O fundo, de R$ 2,6 bilhões, foi alvo de disputa e acabou tendo os recursos destinados à educação e à preservação ambiental, divididos entre sete ministérios. Apesar de ter recebido a maior fatia, acima de R$ 1 bilhão, Weintraub foi o único que não deu finalidade à verba —o ministro nem sequer empenhou o recurso. O empenho é a primeira etapa da execução do orçamento público e garantiria que os recursos seriam de …

Leia Mais »