Home / Economia

Economia

Governo planeja mudar Constituição para congelar salário mínimo

A equipe econômica estuda retirar da Constituição Federal a previsão de que o salário mínimo seja corrigido pela inflação, informa o jornal O Estado de São Paulo. A ideia é que, em momentos de grave desequilíbrio fiscal, como o atual, haja condições de congelar temporariamente os aumentos nominais da remuneração. O congelamento do salário mínimo poderia render uma economia entre R$ 35 bilhões e R$ 37 bilhões, segundo fontes da equipe econômica consultadas pelo jornal. Hoje, a Constituição prevê que é direito do cidadão ter acesso a um salário mínimo “com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo”. Assim, …

Leia Mais »

Governo vive encruzilhada com teto de gastos e sem fórmula para reativar investimentos

Os vaivéns de suas falas na área econômica, seara que o presidente já admitiu mais de uma vez que pouco entende, ocorrem principalmente por conta de um aperto orçamentário para 2020. Há ministério que sofrerá cortes de até 58%. E uma brusca redução dos investimentos públicos. Analisando o Orçamento nota-se que, apesar de ele ter crescido 3,37% em relação ao ano passado —chegando aos 3,6 trilhões de reais— diversas pastas precisaram passar por cortes significativos. Somente 7 dos 31 ministérios e autarquias não sofreram redução nos gastos, conforme levantamento do jornal O Globo. As principais reduções ocorreram no ministério do Turismo (58%), …

Leia Mais »

Guedes quer vender tudo, acabar com isenções do IR e tirar verba da saúde e educação

Em entrevista ao jornal Valor Econômico publicada nesta segunda-feira (9) o ministro da Economia, Paulo Guedes, detalhou seus planos para o desmonte do Estado brasileiro e das estruturas de proteção e justiça social criadas nos últimos 30 anos no país. Sem meias palavras, Guedes afirmou que pretende privatizar todas as estatais de uma vez só; acabar com os investimentos obrigatórios em áreas como saúde e educação; extinguir as deduções no imposto de renda; demitir servidores públicos e reduzir salários; acabar com os fundos setoriais; recriar a CPMF e até mudar o significado da letra “S” na sigla BNDES – que passaria a significar …

Leia Mais »

Reforma da Previdência: ‘mercado financeiro transforma o país no paraíso do rentismo’

Apesar das mudanças promovidas pela Câmara e Senado no texto original apresentado pelo governo Bolsonaro na chamada “reforma da Previdência, a proposta ainda é “muito lesiva” para os trabalhadores em geral, segundo a economista e coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Pública, Maria Lucia Fattorelli. Em vez de tirar cerca de R$ 1 trilhão dos mais pobres – manobra que o governo chama de “economia”–, transferindo esses recurso para o mercado financeiro, bastaria instituir a cobrança de impostos sobre grandes fortunas e também sobre a distribuição de lucros das empresas. “Se precisamos de R$ 1 trilhão a mais no Orçamento, porque …

Leia Mais »

FGTS: saiba como recusar o depósito automático de R$ 500

De acordo com pesquisa Datafolha realizada entre os dias 29 e 30 de agosto de 2019, em 175 municípios do país, 52% dos brasileiros que têm conta no FGTS não pretendem sacar os R$ 500 permitidos em cada conta. Mas muitos não sabem como proceder para evitar o depósito automático desses valores, o que vai ocorrer para quem tem conta poupança na Caixa. Quem não quiser que o depósito seja realizado, já pode solicitar o “desfazimento” do depósito — é desta forma que a Caixa está chamando o procedimento. O prazo para pedir o “desfazimento” vai até 30 de abril. …

Leia Mais »

Brasil tem 63,4 mi de pessoas com dívidas

Com a corda no pescoço. O ditado popular nunca foi tão real no Brasil. Com o agravamento da crise econômica, o aumento do desemprego e o achatamento da renda, as famílias brasileiras acumulam dívidas. Cerca de 63,4 milhões de pessoas tinham contas em atraso em junho, um recorde da série histórica do Serasa Experian. O número é 2,6% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 61,8 milhões estavam inadimplentes. A maioria das pessoas que hoje está com nome sujo na praça (12,6 milhões) tem entre 41 e 50 anos. Os idosos aparecem em seguida. Ao …

Leia Mais »

Bolsonaro proíbe queimadas por 60 dias, enquanto empresas já sofrem boicote por crise na Amazônia

No dia em que o resultado do PIB surpreendeu, com um avanço inesperado de 0,4%, o Governo de Jair Bolsonaro viu, nesta sexta-feira, uma nova ameaça pairar pela cambaleante economia brasileira. A empresa dona de marcas populares entre a classe média do país, como Kipling, Timberland e Vans, confirmou a jornais brasileiros que não utilizará mais o couro vindo do Brasil até que tenha absoluta segurança da origem dos produtos, uma reação à alta das queimadas na Amazônia, que ganhou os holofotes mundiais na semana passada. Bolsonaro, que até a última sexta-feira tentava se descolar da crise ambiental, decretou nesta quinta-feira a proibição …

Leia Mais »

Nordeste vira palco de guerra fria tecnológica entre EUA e China

Enquanto os EUA pressionam o governo Bolsonaro para barrar certos investimentos chineses no país, empresas de tecnologia da China, inclusive as banidas pelo governo americano, aumentam seus laços e suas vendas a governos do Nordeste do Brasil. As empresas chinesas de tecnologia Huawei, ZTE, Dahua e Hikvision, todas sob algum tipo de embargo americano sob acusação de representarem ameaça à segurança nacional, estão negociando ou fornecendo serviços e produtos no Nordeste. O intercâmbio entre a China e os nove estados nordestinos nunca foi tão intenso. Só neste ano, quatro governadores e dois vice-governadores da região estiveram no país asiático —e a peregrinação …

Leia Mais »

País só recuperou 30% do que perdeu na recessão

Com a atividade econômica ainda em marcha lenta, o País só recuperou 30% dos cerca de R$ 486 bilhões perdidos durante a última recessão econômica, que se entendeu de 2014 a 2016. Passados mais de dois anos, faltam cerca de R$ 338 bilhões para que o Produto Interno Bruto (PIB) volte ao patamar pré-crise. Apesar de ter iniciado o processo de recuperação pós-recessão no primeiro trimestre de 2017, esse tem sido o período de expansão mais fraco dos últimos 40 anos. Em meio à crise fiscal, o governo pela primeira vez não está contribuindo para a recuperação da economia, apontou um estudo do …

Leia Mais »

População paga conta alta pelos lucros bilionários dos bancos

Não são só os bancários que pagam com seus direitos e com a sobrecarga de trabalho os lucros bilionários dos bancos que crescem ano após ano. Toda a população acaba arcando com gastos mensais para manter suas contas bancárias. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostrou que em dois anos os preços de 70 pacotes de serviços ofertados pelos bancos subiram em média 14%, enquanto a inflação do período foi de 7,5%. Dados do aplicativo de controle de finanças pessoais Guiabolso com os seus 5,6 milhões de usuários mostrou que 45% deles pagaram para manter a sua conta no …

Leia Mais »