Editorial

A luta continua

Por Alex Leite, diretor de comunicação e imprensa do SEEB/VCR. As manifestações populares contra a proposta de reforma da Previdência, representada pelo governo Bolsonaro, reuniu milhares de trabalhadores, estudantes, desempregados, aposentados e conseguiu unir forças das Centrais Sindicais no país, sendo fundamentais para retirar do relatório final alguns pontos que atingiam diretamente a população mais necessitada – que é o principal alvo dos ataques. Após os protestos ocorridos em todo o Brasil, propostas de mudanças no Benefício de Prestação Continuada e na Aposentadoria Rural foram retiradas do texto. Porém, foram mantidos benefícios aos ruralistas, militares, políticos, juízes, e outras categorias que …

Leia Mais »

Descendo a ladeira

O governo Bolsonaro volta a praticar as velhas fórmulas de comprar votos para aprovar projetos, método que ele disse abominar durante a campanha eleitoral. A proposta do presidente é pagar R$ 20 milhões em emendas parlamentares a cada deputado ou deputada que votar a favor da proposta da reforma da Previdência. Sem uma base ideológica de apoio e sem nenhum outro projeto para tirar o país da crise econômica e social instalada há alguns anos, o vale-tudo para mudar o sistema previdenciário já começou. Após a reforma trabalhista aprovada no governo Temer – que tinha a promessa da geração de …

Leia Mais »

A falácia da reforma

Por Paulo Barrocas, presidente do SEEB/VCR. A luta pela garantia dos nossos direitos tem que continuar e não podemos perder tempo. Os setores conservadores e neoliberais, para garantir seus privilégios, estão a todo vapor passando por cima de conquistas históricas dos trabalhadores. Temos que manter a luta contra as metas abusivas e o assédio moral, para garantir a nossa saúde e buscar a manutenção do direito à proteção social e econômica na aposentadoria. Temos que intensificar e esclarecer cada vez mais as pessoas de que, diferentemente do que propaga o governo e a grande imprensa, a proposta da reforma da …

Leia Mais »

Editorial: a greve é legal

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Em seu artigo nono, a Carta Magna brasileira traz o seguinte texto: “é assegurado o direito de greve, compelindo aos trabalhadores decidir sobre os interesses que devam por meio dele defender”. Foi através de muita luta que a sociedade brasileira reconheceu o direito dos trabalhadores interromperem a produção, seja ela de qualquer natureza, para demonstrar a importância do seu trabalho e garantir meios e condições melhores de sobrevivência. A greve é um instrumento legítimo e um direito do trabalhador, e através dela é que conquistamos nossas maiores vitórias. O estabelecimento das jornadas …

Leia Mais »

A reforma não resolve

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Anunciada como a “galinha dos ovos de ouro” do governo Bolsonaro, a reforma da Previdência tem sido divulgada como solução para quase todos os problemas sociais e econômicos do país. Sem buscar outras opções para acabar com o dito déficit previdenciário, coisas básicas como cobrar das grandes empresas devedoras, acabar com os privilégios das aposentadorias especiais e fortalecer as contribuições através do estímulo para geração de empregos formais, a saída governamental apresentada é uma mudança que, assim como a reforma trabalhista, apenas retira direitos dos trabalhadores e da maioria da população para …

Leia Mais »

Editorial: o povo nas ruas

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Na quinta-feira, dia 30, acontece a segunda manifestação nacional de estudantes, professores e de toda sociedade que deseja uma educação pública, gratuita e de qualidade para a população brasileira. Após a medida do governo que retirou 30% das verbas para as universidades públicas, afetando milhares de professores, pesquisadores, alunos e o futuro da educação no país, uma grande manifestação ocorreu em todo o Brasil, demonstrando a insatisfação contra este projeto que pretende privatizar todos os setores públicos essenciais, que podem render lucros para a iniciativa privada. O fatiamento das empresas estatais, para …

Leia Mais »

“Idiotas úteis”

Por Alex Leite, diretor do SEEB/VCR. Quando o presidente da República se dirige a milhares de estudantes, professores e trabalhadores das mais diversas áreas que se dispuseram a ocupar as ruas de centenas de cidades de todo o país chamando-os de “idiotas úteis” e “massa de manobra”, ele demonstra o total desrespeito aos cidadãos brasileiros que pagam seus impostos e lutam por um país com justiça social. Os protestos foram organizados em resposta aos cortes de verbas para a educação pública, atingindo todas as universidades federais. Segundo o ministro da Educação, inicialmente os cortes eram uma punição para as instituições …

Leia Mais »

Forró é resistência

Por Alex Leite, diretor do SEEB/VCR. Fazer parte da cultura de uma nação, representando mais que o modo de vida de uma região e demonstrando a força de um povo que resiste em abnegar dos seus costumes e da sua história de luta, sua sobrevivência e alegria. É com este comprometimento que o Sindicato dos Bancários de Conquista e Região se mobiliza para realizar uma das mais tradicionais festividades de integração e lazer para seus filiados, dependentes e convidados. A festa, que completa agora sua 32º edição, mantém o compromisso de preservar as tradições das festas juninas, mas sem perder …

Leia Mais »

O Brasil na berlinda

Por Alex Leite, diretor do SEEB/VCR. Como se já não fosse suficiente o anúncio do fim das verbas para os cursos de Filosofia e Sociologia nas universidades públicas, alegando que são matérias que não contribuem para o desenvolvimento do Brasil, em mais uma ação desastrosa, o governo Bolsonaro anuncia o corte de 30% nas verbas destinadas às universidades federais. O projeto inicial era punir (diga-se perseguir) três universidades que, segundo o ministro da Educação, estavam fazendo “balbúrdia” com o dinheiro público. Questionado pelo Ministério Público Federal (MPF), o ministro recuou e ampliou o corte para todas as universidades do país. …

Leia Mais »

Além do 1º de Maio

Por Alex Leite, diretor do SEEB/VCR. A referência do dia 1º de Maio é a luta e a resistência dos trabalhadores aos ataques dos patrões e do governo contra o direito ao trabalho com dignidade e respeito. Na atual conjuntura de crise política e econômica, vários países se renderam às ideias retrógradas levando a direita ao poder e implementando retrocessos nas leis trabalhistas. Fruto da luta e do sacrifício de milhões de trabalhadores, as leis buscam amenizar a exploração extrema a que somos diariamente submetidos no sistema capitalista. No Brasil, vivemos um momento em que o risco de perdas para …

Leia Mais »