Editorial

Descaso com os bancários

Por Sarah Sodré, diretora de Assuntos Jurídicos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou na noite desta segunda-feira (16) medidas emergenciais para conter o impacto da pandemia do novo coronavírus sobre a economia brasileira. As ações significam uma injeção de R$ 147 bilhões, principalmente por meio da redução temporária ou adiamento de impostos e da antecipação de pagamentos que seriam feitos ao longo do ano a idosos e trabalhadores. Há também medidas para tentar evitar o forte aumento de preços de produtos médicos e novos recursos para o Ministério da Saúde. O pacote vem depois de Guedes ter sido criticado, …

Leia Mais »

Pela igualdade de direitos

  Por Sarah Sodré, diretora de Assuntos Jurídicos do SEEB/VCR. A Marcha das Mulheres é um meio de dar visibilidade à luta de mulheres que fazem o enfrentamento a todas as formas de violência que o desgoverno de Bolsonaro impõe à classe trabalhadora, denunciando o completo desmonte das políticas públicas de combate à violência contra a mulher em nível federal, que vem reverberando de forma avassaladora no estado e nos municípios, e que a cada dia as deixam condenadas à própria sorte. As trabalhadoras, mais uma vez, mostram também que estão dispostas a enfrentar a retirada de direitos e lutar …

Leia Mais »

O presente é de luta

Por Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR. A cada novo ataque desferido pelos banqueiros e pelo governo contra os bancos públicos e os bancários, a luz de alerta dos trabalhadores deve brilhar cada vez mais forte. Fechamento de agências e de setores estratégicos, transferência compulsória de bancários, extinção de funções comissionadas, redução das remunerações dos cargos de gerência e de assessores, demissões, além de ferir os bancários financeiramente e nas suas condições de trabalho, servem de teste para os patrões avaliarem o poder de resposta da categoria e avançar nos ataques em escala ainda maior, como na negociação coletiva que se …

Leia Mais »

Editorial: Exploração sem limites

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Com a divulgação dos resultados dos lucros dos bancos Itaú e Bradesco, demonstrando uma lucratividade absurda diante da realidade econômica e social do Brasil, fica cada vez mais claro para quem o governo Jair Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes tem direcionado as políticas públicas. Com a imposição de Medidas Provisórias, negociando cargos e verbas com o Congresso para aprovar os pacotes que facilitam cada dia mais a vida dos banqueiros e de todo o empresariado, o governo retira direitos conquistados e as garantias mínimas para que o trabalhador possa exercer o …

Leia Mais »

Editorial: O mito acabou

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. A representação fantasiosa daqueles personagens que se utilizavam de forças sobrenaturais para explicar e resolver as aflições dos povos não existe mais no Brasil. Reverenciado como “mito”, o presidente Jair Bolsonaro tem demostrado, ao longo da sua carreira política e sobretudo hoje, que a sua figura não transcende nenhuma dimensão. As suas atitudes, seu programa de governo e as pessoas nomeadas para os diversos ministérios mostram a verdadeira face terrena do “mito”. Ataques à imprensa, aos pobres e aos Direitos Humanos; ministros ultras liberais e defensores do fascismo, nazismo, de conceitos que …

Leia Mais »

Editorial: Para que serve o Sindicato?

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Nascido com a expansão do capitalismo, no século XVII, o sindicalismo surge da união dos trabalhadores para combater a superexploração e reivindicar emprego, salário, condições salubres de trabalho e combater a mais-valia. Um sindicato tem o papel de organizar e defender os interesses da sua categoria profissional, representar o associado como substituto processual, negociar coletivamente podendo, para tanto, promover mobilizações com a aprovação dos trabalhadores, a exemplo das greves e outros movimentos, em caso de recusa do patronato às reivindicações. O movimento sindical também tem o papel fundamental de lutar por justiça …

Leia Mais »

Concentração de poder

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. O relatório da organização internacional Oxfam, que busca soluções para a desigualdade, a pobreza e as injustiças, publicado no dia 19 deste mês, aponta que 2.153 bilionários possuem uma riqueza maior que 4,6 bilhões de pessoas. Um dado que demostra que a concentração de renda é proveniente do avanço das políticas neoliberais, implementadas na maioria dos países nas últimas décadas. Ficando em segundo lugar, atrás apenas do Catar na acumulação de riqueza, o Brasil está muito perto de atingir o topo dessa pirâmide. Com as medidas de privatizações, da reforma da Previdência, …

Leia Mais »

Para sobreviver em 2020

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Com a ascensão de Jair Bolsonaro à presidência, direitos históricos da classe trabalhadora foram usurpados, empresas estatais estratégicas para o desenvolvimento e a soberania nacional vem sendo destruídas e medidas para a “facilitação total” – como dito em entrevista – da vida dos empresários em detrimento ao trabalhador tem sido a meta do governo. Se a promessa do governo é de intensificar os projetos de venda do patrimônio público, favorecendo o capital privado, e deixar os serviços essenciais de abastecimento, saneamento, saúde, educação nas mãos daqueles que enxergam em qualquer setor a …

Leia Mais »

Resistir para sobreviver

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. Um ano marcado por ataques de todas as formas contra a classe trabalhadora, indígenas, quilombolas, mulheres e todos aqueles que acreditavam viver em um país democrático, que respeita os direitos previstos na Constituição. Mesmo toda luta dos trabalhadores e estudantes, que foram às ruas protestar contra as mazelas promovidas por este governo autoritário, não foram suficientes para impedir o avanço das ações em beneficio dos bancos e dos grandes empresários nacionais e internacionais. A reforma da Previdência, a Carteira Verde Amarela, a MP 905, o fim das horas extras trabalhadas nos finais …

Leia Mais »

Editorial: Direitos humanos são para todos

Por Alex Leite, diretor de Imprensa e Comunicação. A proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos aconteceu em 1948, pela Assembleia Geral das Nações Unidas. De acordo com o documento, todos os seres humanos têm direito à vida, liberdade, igualdade, fraternidade, tolerância, não-discriminação, segurança; proibição da escravidão e da tortura; acesso à justiça, devido processo legal e presunção de inocência; respeito à privacidade e à intimidade; direito de ir e vir, direito de asilo e de nacionalidade; liberdade de pensamento, consciência, religião, opinião, expressão, reunião e associação; direitos políticos, econômicos e sociais; direito ao trabalho, direitos sindicais e proteção contra …

Leia Mais »