Home / Bradesco / SEEB/VCR fortalece mobilização nacional nas agências do Bradesco

SEEB/VCR fortalece mobilização nacional nas agências do Bradesco

Manifestação na agência 270/Vitória da Conquista.

Em todo o Brasil a categoria bancária se colocou nas ruas para denunciar o descaso dos bancos com funcionárias(os) e clientes. Os bancos privados têm sido um dos setores que têm contribuído para o aumento do desemprego no país, mesmo com os lucros bilionário que estão alcançando até mesmo na pandemia.

Contra essa postura inaceitável dos bancos, o Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região esteve nas agências do Bradesco para dialogar com a população sobre as longas filas que estão enfrentando e sobrecarga de trabalho para bancárias e bancários. A ação faz parte do calendário de mobilização nacional que tem sido intensificado na região com campanha nas rádios e manifestações nas ruas.

Apenas o Bradesco foi responsável pela demissão de mais de 2.400 trabalhadoras(es) neste ano. Do outro lado da balança, o lucro do banco só no primeiro semestre foi de 7 bilhões de reais. Essa lucratividade absurda foi fruto da exploração de trabalhadores e clientes. Com as taxas cobradas nas transações bancárias o banco consegue pagar duas vezes a folha de pagamento, ou seja, paga as despesas e ainda consegue lucrar só com essas movimentações.

Sem ter responsabilidade social, enquanto o banco aumenta seus lucros e números de clientes demite funcionárias(os), reduzindo os postos de trabalho, para ganhar ainda mais.

“A exploração do trabalho é extremamente escancarada nos bancos privados, para encher cada vez mais os bolsos, os banqueiros demitem funcionárias(os) e aumentam as metas para os que ficam. O resultado disso é um ambiente de trabalho degradante, com acúmulo de trabalho desumano e ampliação do assédio para cumprimento das metas. Esse contexto é o principal causador do adoecimento da categoria bancária ao longo desses anos. Estamos fortalecendo essa mobilização nacional porque é absurda essa postura. Exigimos que os bancos parem com as demissões e contratem mais bancárias(os) para que seja possível prestar um atendimento digno à população, sem colocar em risco a saúde da categoria”, avalia Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR.

Comentários

Veja Mais!

Seminário debate sobre ataques ao Banco do Brasil

Debate ao vivo, a partir das 19h, refletirá sobre as ações contra a agenda de …