Home / Bancos

Bancos

Cinco maiores bancos do país lucraram mais de R$ 53 bi em nove meses

Resultado representa 43% do orçamento anual da Saúde e é maior do que é previsto para ser pago de seguro-desemprego Os lucros somados dos cinco maiores bancos do país (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander) nos nove primeiros meses de 2020 foram de R$ 53,383 bilhões. O resultado poderia ser ainda maior se não fosse o crescimento do provisionamento para o risco de créditos de liquidação duvidosa (as PDDs). Na média dos cinco bancos, o crescimento das despesas com PDD foi de 44,7%. “Mesmo com a taxa de inadimplência muito baixa e em queda, os bancos aumentaram absurdamente …

Leia Mais »

Reforço na Câmara contra as demissões nos bancos

Durante a sessão remota da Câmara Federal, nesta terça-feira (03/11), o parlamentar afirmou que o setor bancário não tem do que reclamar e deveria colaborar mais no enfrentamento da pandemia. Almeida reforçou que nada justifica os desligamentos, principalmente porque os bancos continuam com lucros elevados. Nos primeiros nove meses do ano, o Santander obteve lucratividade de R$ 9,891 bilhões e o Bradesco, R$ 12,657 bilhões. “No Santander houve 2.045 demissões e no Bradesco 1.224. Enquanto os bancos lucram, os trabalhadores estão perdendo os seus empregos, as agências estão sendo fechadas. No Santander 149 agências foram fechadas e no Bradesco 372. …

Leia Mais »

Bancos combinam lucros com demissões

Ganhos cresceram mais de 30% em um ano; em 2020 usaram recurso fiscal do provisionamento, mas cenário é positivo •             Lucros dos maiores bancos cresceram 30,3% em 2019 •             Bancos vêm de anos seguidos batendo recordes de lucratividade •             Desde janeiro, foram mais de 12 mil demissões Este ano, muitas pequenas e médias empresas demitiram funcionários diante das dificuldades econômicas agravadas pela pandemia que paralisou o país a partir de março. Muitas chegaram a fechar suas portas. Situação muito diferente do setor bancário, que encerrou 2019 com um aumento superior a 30% nos lucros e, mesmo assim, recorreu às demissões …

Leia Mais »

É hoje o tuitaço contra as demissões

Amplie esse protesto contra as demissões de bancários em plena pandemia Hoje (23) tem tuitaço contra as demissões nos bancos. Será às 11h, com a hashtag #QuemLucraNãoDemite. Ainda dá tempo, fale para seus amigos, amigas e familiares ajudarem a denunciar os bancos que tiveram grandes lucros este ano e não cumprem o acordo com os bancários de não demitir durante a pandemia. Use as imagens e as frases na sua conta do Twitter com a hashtag. O tuitaço faz parte da campanha contra as demissões organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pelo movimento sindical da …

Leia Mais »

Bancos demitiram mais de 12 mil pessoas este ano

Números confirmam aumento no ritmo crescente das demissões Os bancos já demitiram mais de 12 mil trabalhadores este ano, em descumprimento ao acordo firmado em março com o movimento sindical bancário de quem não haveria demissões durante a pandemia. De acordo com do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, foram 12.794 demissões, contra 11.405 contratações, em um saldo negativo de 1.389 postos de trabalho fechados. No levantamento do Caged para os meses de junho, julho e agosto fica claro que aumentou o ritmo das demissões na categoria. Em junho, foram registradas 1.363 demissões, número que …

Leia Mais »

SEEB/VCR promove jornada de luta contra as demissões nos bancos

O Brasil atravessa um momento extremamente crítico na economia, com o acúmulo de uma crise política e social em meio a uma crise sanitária mundial. Ao mesmo tempo que os bancos continuam sendo um dos poucos setores que seguem com os lucros bilionários. Juntos, Bradesco, Itaú e Santander lucraram quase 22 bilhões no primeiro semestre deste ano. Enquanto isso, a população enfrenta as longas filas para acessar o serviço bancário e as trabalhadoras e trabalhadores do setor seguem adoecendo com o aumento da sobrecarga de trabalho devido a redução de postos de trabalho. Quando o assunto é demissão, o Bradesco …

Leia Mais »

Sai a agência, entra o digital: bancos demitem 3.000 gerentes e contratam analistas de TI

O processo de digitalização de serviços bancários, que levou um empurrão durante a pandemia de coronavírus, vem se refletindo no tipo de emprego oferecido pelos bancos. A aposta vem sendo, cada vez mais, em vagas ligadas à tecnologia, enquanto os postos de trabalho em agências perderam espaço. De qualquer forma, o saldo é negativo. No balanço entre contratações e demissões das instituições financeiras entre janeiro e agosto deste ano, o setor perdeu 1.600 funcionários, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia. No período, foram eliminados mais de 3.000 postos de trabalho de gerência, com destaque para …

Leia Mais »

Mesmo com lucros, grandes bancos demitem em meio à pandemia

Santander, Itaú e Bradesco registram lucros no primeiro semestre mas descumprem acordo firmado com a categoria   •             Empresas lucrativas demitem e governo Bolsonaro nada faz •             Bancos não cumprem o compromisso de não demitir durante a pandemia •             Eficiência do setor financeiro não mira bons serviços, mas menores custos A presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, criticou as demissões que estão sendo promovidas pelos grandes bancos brasileiros em meio à pandemia do novo coronavírus. “Esses bancos estão em boa situação financeira, muito melhor do que outras empresas, mais atingidas pela crise sanitária, e …

Leia Mais »

Covid-19 reforça importância dos bancos públicos

Privatização pode causar a quebradeira de empresas, aumento dos preços dos alimentos e afetar o financiamento habitacional e o desenvolvimento regional O ministro da Economia do Governo Bolsonaro, Paulo Guedes, já demonstrou, diversas vezes, seu interesse em privatizar “tudo o que for possível”. A venda do Banco do Brasil foi, inclusive, tema da famosa reunião interministerial, que teve suas imagens divulgadas por ordem judicial. Mas, a pandemia causada pelo novo coronavírus colocou os bancos públicos em evidência e mostrou o papel estratégico que eles têm para ajudar a regular a economia e fomentar o desenvolvimento do país. Segundo dados divulgados pelo jornal O …

Leia Mais »

Tarifas bancárias aumentam até 393% em um ano

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro do Consumidor (Idec), o reajuste de tarifas bancárias chegou até 393%. A pesquisa foi realizada entre entre junho de 2019 e junho de 2020. Entre o BB e Caixa, dois bancos públicos do país, o preço de sua tarifa avulsa “transferência entre contas da mesma instituição financeira presencialmente” foi reajustado em 393% (Caixa, de R$ 1,40 para R$ 6,90) e 342% (Banco do Brasil, de R$ 1,95 para R$ 6,85). Entre as 45 tarifas avulsas, os reajustes praticados pelos bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú) atingiu mais de 50% dos serviços com variação …

Leia Mais »