Home / Bradesco / SEEB/VCR promove manifestação contra as demissões nos bancos em Conquista

SEEB/VCR promove manifestação contra as demissões nos bancos em Conquista

A mobilização fez parte do dia de luta contra as demissões no Bradesco

Nesta terça-feira (23), em todo o Brasil, bancários e bancários realizam atos para denunciar as demissões no Bradesco. Nesta semana o banco anunciou o possível fechamento de três prédios administrativos onde trabalham quase três mil funcionários hoje.

Em Vitória da Conquista, este dia de luta também foi marcado pela comemoração da reintegração conquistada pelo Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região, de um bancário demitido no Bradesco de forma irregular. O trabalhador atua no banco há 35 anos e foi demitido mesmo tendo doença laboral comprovada e estando em período de estabilidade.

Mesmo o Sindicato denunciando que a quantidade de trabalhadores é insuficiente para atender a demanda da população, o Bradesco demitiu mais um funcionário ontem (22). Nos últimos 5 anos, o banco foi responsável pela demissão de 195 bancárias e bancários apenas na base territorial do SEEB/VCR.

Campanha Mais Bancárias e Bancários, Menos Filas

Lançada neste mês, a campanha por mais contratações de bancários na região, tem dialogado com a população sobre os impactos das demissões promovidas pelos bancos. A demora para atendimento tem sido consequência da política cruel dos bancos que querem aumentar o lucro a todo custo.

Hoje (23), além da manifestação no Bradesco, a diretoria do SEEB/VCR esteve em frente à agência da Caixa Econômica Federal para apontar a necessidade de mais contratações. Na próxima quinta (25), a mobilização acontece em outras agências de Conquista e na sexta-feira (26), em Brumado.

“Intensificar as ações contra as demissões promovidas pelos bancos é fundamental para a população saber quais são os reais motivos das longas filas nas portas das agências e o quanto bancárias e bancários têm sofrido pela falta de pessoas para trabalhar. Enquanto a população sofre com fome e desemprego, os bancos têm sido quem mais lucra durante as crises sanitária e econômica em nosso país, por isso não podemos aceitar o sucateamento das condições de trabalho e de atendimento das agências, que são provocadas pelas demissões. Vamos continuar denunciando essa ganância dos bancos e combatendo o desligamento de funcionários, como nesse caso do Bradesco em que conseguimos cancelar mais uma demissão e reintegrar o colega a sua agência”, destaca Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR.

Veja Mais!

Caixa irá apresentar proposta de modelo de promoção por mérito na próxima segunda-feira (22)

Empregados pedem retirada da GDP dos critérios para que trabalhadores recebam deltas A primeira reunião …